top of page

CLP: Como funciona e para que serve?

CLP (Controlador Lógico Programável) é um dispositivo eletrônico utilizado para controlar processos industriais automatizados. Ele é composto por um processador que executa um programa personalizado, que é escrito por um programador e carregado no dispositivo. O programa é criado para controlar as entradas e saídas digitais e analógicas do CLP e tomar decisões lógicas com base nessas entradas.


Os CLPs são amplamente utilizados em indústrias para controlar sistemas automatizados, como linhas de produção, jigas de teste, máquinas de embalagem, robôs industriais, entre outros. Eles são capazes de realizar tarefas complexas de controle, monitoramento e segurança, garantindo maior eficiência e precisão nos processos industriais.


Neste post discutiremos como funciona o CLP e como ele pode ser utilizado na automação industrial.


CLP: Como funciona e para que serve?
CLP: Como funciona e para que serve?

O que é um CLP?


Um CLP é um dispositivo eletrônico projetado para controlar processos industriais. Ele consiste de um processador, memória, módulos de entrada/saída e portas de comunicação. O processador executa um programa que é armazenado na memória, que por sua vez, controla a operação dos módulos de entrada/saída.


Os módulos de entrada/saída são usados para fazer interface com sensores, interruptores, dentre outros. O CLP se comunica com esses dispositivos, tais como interfaces homem máquina (IHMs) e sistemas de controle de supervisão e aquisição de dados (SCADA), usando portas de comunicação.


Como funciona um CLP?


O CLP funciona através da execução de um programa que é armazenado na memória. O programa consiste de uma série de instruções que controlam a operação dos módulos de entrada/saída, que por sua vez fazem interface com sensores e outros dispositivos, fornecendo informações sobre o estado do processo que está sendo controlado. O programa lê estas informações e toma decisões com base nelas, como ligar ou desligar um motor, ou ajustar a velocidade de uma esteira transportadora, por exemplo.


Linguagens de Programação


Existem várias linguagens de programação que podem ser usadas em CLPs, sendo que a escolha depende das necessidades do projeto e das habilidades do programador. Algumas das linguagens de programação mais comuns utilizadas em CLPs são:

  1. Ladder Diagram (LD): é uma linguagem gráfica que se assemelha a um diagrama elétrico e é baseada em contatos, bobinas e blocos funcionais. É a linguagem mais comum em CLPs e é amplamente utilizada em aplicações industriais.

  2. Instruction List (IL): é uma linguagem textual baseada em uma lista de instruções em linguagem assembly. É mais utilizada em aplicações de baixo nível, onde o tempo de processamento é crítico.

  3. Function Block Diagram (FBD): é uma linguagem gráfica baseada em blocos funcionais que são interconectados para criar um programa. É semelhante ao LD, mas permite uma abordagem mais modular na criação de programas.

  4. Sequential Function Chart (SFC): é uma linguagem gráfica baseada em estados e transições entre esses estados. É mais utilizada em aplicações onde a sequência de eventos é importante, como em sistemas de automação de processos.

  5. Structured Text (ST): é uma linguagem textual baseada em linguagens de programação convencionais, como C ou Pascal. É utilizada em aplicações onde a programação precisa ser mais complexa e flexível do que as outras linguagens.


Em geral, a Ladder Diagram (LD) é a linguagem de programação mais utilizada em CLPs, devido à sua simplicidade e facilidade de uso. No entanto, cada linguagem tem suas vantagens e desvantagens, e a escolha deve ser baseada nas necessidades específicas de cada projeto.


Aplicações dos CLPs


Os CLPs são utilizados em uma ampla variedade de aplicações industriais, incluindo fabricação, geração de energia e transporte. Eles são usados para automatizar processos como linhas de montagem, manuseio de materiais e embalagem. Os CLPs também são usados na geração de energia para controlar turbinas e geradores. No transporte, os CLPs são usados para controlar sinais de tráfego e sistemas de sinalização ferroviária.


Os CLPs oferecem vários benefícios sobre os sistemas de controle tradicionais baseados em relés. Eles são mais flexíveis e podem ser reprogramados facilmente para acomodar as mudanças no processo que está sendo controlado. Eles também são mais confiáveis e requerem menos manutenção do que os sistemas de controle tradicionais.


Veja a seguir alguns exemplos de CLP utilizados amplamente no mercado:


CLP ou Controlador Lógico Programável - SIEMENS
CLP ou Controlador Lógico Programável - SIEMENS

CLP ou Controlador Lógico Programável - DELTA
CLP ou Controlador Lógico Programável - DELTA

Conclusão


Podemos concluir então, que o Controlador Lógico Programável é uma ferramenta indispensável na automação industrial e em diversos outros setores, podendo ser usados em uma grande variedade de aplicações industriais, oferecendo uma série de benefícios sobre os tradicionais sistemas de controle baseados em relés. Ao entender como os CLPs funcionam, engenheiros e técnicos podem tornar seus sistemas de automação industrial mais confiáveis, eficientes e econômicos.



Nós da Engenharia Híbrida somos especialistas em Automação Industrial e temos a solução ideal para o seu negócio!


Acesse já o nosso site e solicite seu orçamento:



Comments


bottom of page